Você sofre com irritação nas axilas ou com sintomas de pele sensível mas não sabe porquê? Muitas vezes, esse desconforto é fruto do tipo de desodorante que você usa no seu dia a dia. Mas não se preocupe: isso tem solução. Basta apenas entender como escolher o melhor desodorante para você.

Ainda bem que você tem a ajuda da pioneira em cosméticos NIVEA para mostrar quais são os ingredientes e princípios ativos que causam irritação nas axilas. Assim, você pode adaptar a sua rotina de skin care para aumentar o seu bem-estar. Confira! 

 

    IRRITAÇÃO NAS AXILAS: O QUE PODE SER?

    Coceira, vermelhidão, excesso de sensibilidade na pele: os sintomas de irritação nas axilas são bastante incômodos e não passam despercebidos. A primeira reação de quem sente esse tipo de desconforto é suspender todo o uso de cosméticos e produtos para a pele, tal como o desodorante

    Mas como é possível saber exatamente o que causa irritação nas axilas? Confira algumas possibilidades e encontre aquela que pode estar afetando a saúde da sua pele. 

    IRRITAÇÃO NAS AXILAS POR DESODORANTE

    Se você tem irritação nas axilas causada por desodorantes, é necessário observar duas possíveis causas: os ingredientes da fórmula e o modo de uso. É muito importante lembrar que a pele das axilas é mais sensível que o restante do corpo, por isso, ela precisa de cuidados especiais

    É por isso que você deve sempre ler a embalagem do desodorante antes de fazer a compra. Procure por componentes alérgenos como os da lista abaixo e evite adquirir o produto, se puder:

    • Álcool;
    • Alumínio;
    • Fragrâncias;
    • Parabenos (um tipo de conservante contra fungos e bactérias);
    • Propilenoglicol (um composto orgânico derivado de álcool);
    • Triclosan (um tipo de éter contra fungos, bactérias e vírus). 

    Outro ponto de atenção é o uso excessivo do desodorante, seja ele roll on, spray, bastão ou aerossol. A dose extra do produto pode sobrecarregar a pele e causar irritações.

    Além disso, existem alguns tipos de condição de pele que podem potencializar os efeitos colaterais dos desodorantes nas axilas, sendo a mais comum delas a pele sensível. Se você tem sensibilidade, deve sempre procurar um desodorante hipoalergênico, sem perfume, sem corantes e sem conservantes. 

    Por fim, tome cuidado ao aplicar o seu desodorante logo após a depilação da axila, seja ela com lâmina, cera ou creme depilatório. Após esse procedimento, a pele pode ficar sensível e sofrer com sensação de desconforto e sintomas de irritação e alergia

    CALOR E SUOR EXCESSIVO

    As axilas são uma região do corpo que está propensa a um acúmulo de umidade e ao atrito. Além disso, trata-se de uma região quase sempre coberta, então ocorre também o abafamento da pele. Por essa razão, não é incomum a presença de calor e suor excessivo

    Em regiões de clima quente ou durante atividades físicas intensas, a produção de suor nas axilas aumenta para ajudar a resfriar o corpo. Assim, o suor pode se acumular nas axilas e criar um ambiente úmido mais propício ao crescimento de fungos e bactérias, causando irritação na pele e mau cheiro

    Um ponto de atenção: o uso de desodorantes antitranspirantes é muito comum nesse tipo de contexto. No entanto, eles normalmente contém sais de alumínio, que bloqueiam temporariamente os poros da pele para conter a transpiração. Isso pode causar oclusão e irritação na pele. 

    RESSECAMENTO

    Assim como todas as outras regiões do corpo, as axilas também precisam de hidratação. É muito comum esquecer desse detalhe e negligenciar os cuidados com as axilas. Portanto, lembre-se de passar loções e cremes hidratantes nessa região também, principalmente em regiões de clima seco

    Outro detalhe: assim como o uso de desodorante pode agredir a axila, outros tipos de produtos inadequados também podem irritar a sua pele. Esse é o caso de sabonetes e outros produtos de higiene corporal. O ideal é fazer um teste de sensibilidade antes de usar um novo cosmético. 

    Evite, também, lavar a região em excesso ou com água muito quente para não remover os óleos naturais da pele e causar ressecamento. O atrito e a fricção também podem fazer surgir assaduras e pequenas lesões nas axilas, por isso, evite roupas muito apertadas ou com tecido muito áspero. 

    DEPILAÇÃO INADEQUADA

    Usar desodorante logo após a depilação não é a única forma de adquirir irritação nas axilas. A depilação, em si, pode ser agressiva para alguns tipos de pele. Isso porque a tração dos pelos e o ato de remover a camada superficial da pele durante a depilação podem causar vermelhidão e inchaço. 

    Mas não é só isso: a depilação pode causar foliculite, que é a inflamação dos folículos pilosos da pele. Nesses casos, é comum ver o aparecimento de espinhas, pequenas bolinhas vermelhas na região das axilas, desconforto e coceira. Em quadros mais graves, a ajuda de um dermatologista é necessária. 

    Na maioria dos casos, a depilação não causa problemas se a pele for preparada adequadamente e se os instrumentos de depilação estiverem em boas condições para o uso. Um exemplo disso são as lâminas: evite usar quando estiverem ficando cegas, desgastadas ou apresentarem sinais de corrosão. 

    ESTRESSE

    Você já ouviu falar em cortisol? Ele é um tipo de hormônio liberado na nossa corrente sanguínea quando estamos em situações de estresse. Altas doses de cortisol podem influenciar o sistema nervoso e provocar alterações hormonais, o que afeta também a nossa pele. 

    Na região das axilas, o estresse pode causar transpiração excessiva como uma resposta natural ao aumento da ansiedade no corpo. Além disso, ele também pode interferir com a microbiota da pele, ou seja, causar um desequilíbrio nas bactérias e fungos naturais da pele humana. 

    Para evitar o estresse e preservar a saúde das suas axilas, procure realizar atividades físicas regulares, praticar atividades relaxantes (como meditação e yoga) e ter uma rotina de sono saudável e adequada. Se possível, lembre-se de ter um acompanhamento psicoterapêutico para cuidar da saúde mental. 

    ALERGIA NAS AXILAS E PROBLEMAS DE PELE

    O último item da nossa lista é talvez o que precisa de mais atenção, pois alergia nas axilas e problemas de pele podem ser sintomas de doenças ou representar uma condição que precisa de ajuda médica. Além da foliculite já mencionada, outras condições de pele também causam irritação nas axilas, como:

    Dermatite de contato

    Um tipo de reação alérgica ou irritação que ocorre quando a pele entra em contato direto com substâncias alergênicas. Alguns exemplos são produtos de higiene pessoal, desodorantes, antitranspirantes, perfumes, tecidos sintéticos e metais (como o níquel em bijuterias);

    Hiperidrose

    Uma condição causada pelo acúmulo de suor nas axilas. Em geral, o suor é causado por reações físicas e térmicas no corpo. No entanto, a hiperidrose faz o corpo suar mesmo sem razão alguma, podendo ser causada por fatores emocionais, herança genética ou outras doenças; 

    Intertrigo

    A inflamação da pele devido ao atrito e acúmulo de umidade, normalmente encontrada em regiões de dobras do corpo, como as axilas, virilhas e a parte interna da coxa. Existe também o intertrigo candidiásico, que ocorre quando o fungo causador da candidíase se instala na região;

    Psoríase

    Uma doença crônica da pele ainda sem causa determinada, não contagiosa, caracterizada pela presença de manchas rosadas ou avermelhadas cobertas por uma escama esbranquiçada. Quando ocorre na região das axilas e outras dobras do corpo, ela pode ser chamada de psoríase invertida

    Eczema

    Um tipo de dermatose caracterizada pela presença de vários tipos de lesão na pele. Essas lesões podem ser manchas avermelhadas com bolinhas de água na superfície, podendo evoluir para crostas na pele. O eczema pode ter raízes genéticas ou ser causado por substâncias externas; 

    Urticária

    Uma irritação cutânea acompanhada de lesões avermelhadas e levemente inchadas que coçam muito, parecidas com vergões na pele. Sua causa pode ser induzida por infecções, alimentos, suor ou ocorrer de forma espontânea. Nesse último caso, é chamada de urticária idiopática

    Em caso de suspeita de qualquer uma dessas condições de pele, o ideal é procurar um dermatologista ou alergista para ter uma visão profissional sobre o seu caso. Suspenda imediatamente o uso de qualquer cosmético ou produto para a pele para não agravar os sintomas da crise. 

    O QUE É BOM PARA IRRITAÇÃO NAS AXILAS?

    Para lidar com a irritação nas axilas, existem algumas dicas simples que podem aliviar o desconforto e ajudar a prevenir episódios futuros. A primeira delas está relacionada à limpeza de pele: use apenas água e um sabonete neutro e suave, evitando esfregar a região da axila para não piorar a irritação. 

    Além da limpeza, também é importante manter a pele da axila hidratada. Prefira cremes e loções com fórmulas hipoalergênicas, sem nenhum tipo de fragrância ou aditivos químicos. Uma dica natural é usar um cosmético com aloe vera por conta de suas propriedades anti-inflamatórias e calmantes

    Você também vai precisar tomar algumas precauções enquanto estiver sentindo desconforto, pois é necessário dar tempo para as suas axilas respirarem. Alguns exemplos são: 

    • Evite depilação temporariamente;
    • Fique um tempo sem usar desodorantes e antitranspirantes;
    • Não coce a região afetada;
    • Vista roupas com tecidos leves e respiráveis;
    • Aplique compressas frias para acalmar a pele.  

    QUAL POMADA PARA IRRITAÇÃO NAS AXILAS EU DEVO ESCOLHER?

    Se as dicas anteriores não forem suficientes para lidar com a irritação nas axilas, pode ser necessário usar uma pomada específica para esse tipo de lesão. Novamente, é preciso ficar de olho nas embalagens para escolher os melhores ingredientes e ativos. Se estiver em dúvida, procure por:

    Pomadas com corticosteróides

    Elas contêm corticoides, um potente anti-inflamatório que pode ser eficaz para reduzir a inflamação e aliviar a irritação. No entanto, não use sem orientação médica, pois os corticosteróides pode causar efeitos colaterais indesejados;

    Pomadas com pantenol

    Elas contêm corticoides, um potente anti-inflamatório que pode ser eficaz para reduzir a inflamação e aliviar a irritação. No entanto, não use sem orientação médica, pois os corticosteróides pode causar efeitos colaterais indesejados;

    Pomadas com calamina

    Uma mistura de óxido de zinco com óxido férrico, a calamina tem propriedades adstringentes que protegem a pele. Ela também é capaz de aliviar a coceira e a irritação. 

    É importante lembrar que o uso de qualquer tipo de pomada ou medicamento deve ser prescrito por um médico. Por isso, antes de comprar o produto, lembre-se de fazer uma visita ao seu dermatologista para uma avaliação do estado da sua axila. 

    Gostou das dicas sobre irritação nas axilas? Para saber mais sobre problemas de pele, confira nossos artigos sobre saúde e beleza no blog NIVEA e fique atento às novidades do nosso toque que transforma.

    INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER

    E fique sabendo em primeira mão de todas as novidades e descontos do mundo NIVEA!

    CONHEÇA AS CATEGORIAS DE PRODUTOS NIVEA

    Corpo

    67 produtos

    Desodorantes

    51 produtos

    Masculino

    25 produtos

    Feminino

    26 produtos